Buscar

5 Assuntos fundamentais para falar com os filhos adolescentes



Uma das responsabilidades mais importantes dos pais é serem os guias e conselheiros dos filhos quando eles precisarem. A adolescência, por diversos motivos, é um desses momentos. A vida do adolescente está cheia de mudanças e inseguranças. Eles começam a se perguntar muitas coisas e ninguém melhor do que os pais para orientá-los nesse árduo caminho. No entanto, por motivos como vergonha, desconhecimento, questões e tabus particulares ou mesmo dificuldade em lidar com o amadurecimento do filho, muitos pais acabam deixando de fazer esse papel de orientador nessa fase tão importante e muitas vezes tão confusa para o adolescente. Dialogar sobre esses assuntos pode ser difícil, mas é necessário. Como abordar temas importantes com os novos jovens e acompanhar o crescimento e amadurecimento dos filhos? Especialistas defendem que cada adolescente tem um ritmo e forçar uma conversa só deixa a relação de pai e filho artificial. O diálogo natural é sempre o melhor caminho, na medida em que há diálogo na família, nada deve ser tabu. É legal deixar os filhos se expressarem da maneira deles e esperar surgir o assunto. Os adolescentes não necessariamente precisam tocar no assunto. É uma questão dos pais terem uma percepção aguçada e abordarem determinados temas. Por exemplo: Para os pais que sentem a necessidade de abordar algum assunto e não conseguem pela forma natural, pode ser interessante esperar um exemplo de uma situação que aconteça próxima ao adolescente ou até mesmo na televisão. Uma mãe ou um pai pode conversar com o filho sobre preservativos com o filho quando surgir um caso de gravidez próximo a família. Podem também aproveitar um episódio específico para falar sobre riscos e cuidados da troca de mensagens íntimas pelo celular com o adolescente.

Recomendamos a seguir cinco temas que você deve conversar com seu filho adolescente, confira: 1. Sexualidade Assunto clássico para tratar com os adolescentes. Eles têm muitas dúvidas sobre sexo e muitas vezes não têm naturalidade para tratar disso em casa. A sugestão é sempre se manter aberto para as perguntas dos filhos, em todas as idades, e tratar a questão com naturalidade. Apesar de ser o mais difícil de enfrentar, falar de sexo com seu filho hoje em dia já não é mais um tabu. Uma educação sexual que comece dentro de casa é muito importante e seu filho valorizará seus conselhos mais do que os dos amigos. Inevitavelmente, é um assunto que surgirá nas conversas com seus companheiros, aparecerá na televisão ou na internet. É preciso que você aponte um caminho em meio a tanta desinformação.

2. Drogas (lícitas e ilícitas)

Com relação às drogas, o segredo, segundo os especialistas, é esclarecer os riscos do consumo da substância. Converse sobre não fazer nada ‘no embalo’ dos amigos e sobre saber os riscos a que se está exposto quando se usa drogas. Não 'demonize' o tema, pois isso pode gerar mais curiosidade ainda. 3. Preconceito Devemos ensinar que, no mundo atual, as pessoas têm liberdade e direito de pensar, sentir e agir de acordo com seus princípios e que não somos obrigados a concordar com as regras de comportamento e conduta alheias, mas precisamos respeitá-las, sem difamar a imagem do outro. Os pais devem prestar atenção ao que falam e como falam, e se perceberem que o preconceito, seja lá qual for o alvo, vem do próprio adolescente, devem esclarecer as dúvidas e procurar desmistificar o assunto, a fim de que o filho veja que no mundo existe diversidade.

4. Exposição da intimidade no mundo virtual Não comece perguntando se seus filhos enviaram fotos comprometedoras ao namorado ou à namorada. Certifique-se de que eles entendam que, quando uma foto é compartilhada, não é possível controlar o que acontece com ela, mesmo que a pessoa que recebeu seja considerada de confiança. Ninguém sabe o que pode acontecer no futuro. Ajude-os a perceber que um relacionamento amoroso deve envolver confiança mútua e que não implica em nenhum tipo de obrigação. Se eles estão sendo coagidos, intimidados ou até mesmo chantageados, por exemplo, assegure-os de que eles não precisam fazer coisas que não querem, e que você os ajudará a encontrar uma solução.


5. Dinheiro Juntamente com outras responsabilidades, o adolescente deve aprender a lidar com o dinheiro. Ele traz benefícios, por esse motivo devemos ensinar nosso filho à administrá-lo corretamente, o valor das coisas e o esforço necessário para atingir os objetivos. Independente do seu nível de renda, uma mensagem importante que os pais podem passar aos filhos é que, para obter a maior satisfação com a renda recebida, é importante equilibrar gastos conscientes com poupança.

Com relação aos gastos, existem duas lições que seu filho precisa aprender. A mais importante é que “não se pode ter tudo o que quer, quando quer: é preciso fazer escolhas!”, a outra é que “querer não é sinônimo de precisar”. Entender que existem limites para o que “queremos” é um passo importante na educação financeira do seu filho.

Fontes: https://www.uol.com.br/universa/album/2014/05/02/veja-dez-temas-que-voce-ja-deveria-ter-conversado-com-seu-filho-adolescente.htm?mode=list&foto=10

https://www.semprefamilia.com.br/educacao-dos-filhos/10-temas-sobre-os-quais-todo-pai-e-mae-deve-conversar-com-seus-filhos/

https://delas.ig.com.br/filhos/2015-05-27/6-assuntos-fundamentais-para-falar-com-filhos-adolescentes.html

https://soumamae.com.br/5-temas-que-voce-deve-conversar-com-seu-filho-adolescente/

https://liberta.org.br/como-falar-sobre-sexting-com-seus-filhos/

https://www.infomoney.com.br/minhas-financas/dicas-de-como-falar-sobre-dinheiro-com-os-seus-filhos/


24 visualizações

Redes Sociais

  • Ícone branco do Facebook
  • Ícone branco do Instagram

Fale conosco

Tel: (79) 3248-1531

E mail: escolasantafe@gmail.com

Endereço

Rua João Muniz Barreto, 92, Farolândia, Aracaju - SE -
CEP: 49 030 - 430